A História de Uma Rua, Parte I

A sua rua é asfaltada?

Essa pergunta é simples, podendo ser respondida de duas maneiras: SIM ou NÃO. Porém, a simplicidade termina ao analisarmos as respostas à essa pergunta.  Se o seu caso é sim – como é o meu – ótimo, você já deve estar acostumado aos benefícios que uma rua asfaltada proporciona e nem percebe a falta que ter uma rua asfaltada faz. Confesso, até hoje não me preocupava com essa questão.

Acompanho o projeto de um amigo que busca junto à prefeitura do município de Dois Irmãos, Rio Grande do Sul, o asfaltamento da rua onde ele reside. Antes de dar continuidade a história desse projeto, analisemos alguns dados (clique na imagem para ampliá-la).

Modos de Transporte – Brasil; Malha Rodoviária Brasileira – ABEDA¹

Estatísticas da Demanda por Asfalto – Brasil, ABEDA.

Segundo a Central Intelligence Agency (CIA – US), em publicação disponível no The World Factbook, com dados de 2004, a malha rodoviária do Brasil tem a extensão de  1751868 km, dos quais são pavimentados 96,353 km. Em nível mundial, o Brasil está na 4ª colocação, mas para fins de comparação, perceba que os Estados Unidos, país que ocupa a primeira posição do ranking mundial, possuem 6506204 km, dos quais, segundo dados de 2008, são pavimentados 4.374.784 km – sendo que, 73,238 km são vias expressas.

Lama em dias de chuva, nuvens de poeira em dias de sol. Estes são exemplos dos problemas enfrentados pelos cidadãos que pagam seus impostos, mas que não tem seus direitos respeitados, visto que, suas ruas não são pavimentadas.

A ideia do projeto que busca o asfaltamento da rua deste meu amigo surgiu após uma situação corriqueira na vida de qualquer um, mas que fora decisiva na dele: após uma ida ao supermercado.

“Não costumo dirigir com frequência, mas a última vez que o fiz, vi e senti como a Rua Edgar Ramisch foi esquecida. Zigue-zague passou a ser uma ação frequente pra quem dirige nessa rua. Como se não bastassem os buracos para os carros, as pedras desniveladas formam verdadeiros pedregulhos, ótimo para um bom tropeço ou torção de pé para os pedestres, o que, aliás, já aconteceu comigo.”

Ivan Bender, morador da rua e idealizador do projeto.

O curioso da história é que esta pavimentação de pedras irregulares foi providenciada pelos moradores, já que por parte da prefeitura do munícipio de Dois Irmãos, não houve nenhum interesse.

Andamento do Projeto

O primeiro passo do Ivan foi enviar um e-mail para a Secretaria de Obras e Serviço do município que, no tradicional estilo ‘passa pra lá e pra cá’, o encaminhou  à secretaria de Planejamento e Habitação de Dois Irmãos. Orientado a abrir um protocolo individual ou coletivo com abaixo-assinado, Ivan, optou pela segunda opção.

Recolhidas vinte e quatro assinaturas, o abaixo-assinado fora encaminhado e o protocolo aberto, no dia 30 de março de 2011. Segundo Ivan, são necessários 15 dias de espera até que se tenha uma resposta da prefeitura. Vamos ficar atentos…

Pavimentação Atual, R Edgar Ramisch. Imagem: Ivan Bender

Abaixo Assinado - Clique para ampliar

Imagens da Rua

Trecho não pavimentado

Buracos e pedras soltas

Fim da pavimentação

Notas:

1- ABEDA – Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Asfalto: Site

Comentários desativados.

%d blogueiros gostam disto: